Previsão de aumento na violação de dados em pagamentos via celular. Fique esperto para não cair na armadilha!

Cuidado! Previsão garante aumento na violação de dados em pagamentos via celular. Fique esperto!

2 113
0
Vote neste artigo!
Aumento na violação de dados em pagamentos via celular
Violação de dados em pagamentos via smartphone

O estudo de 2015 intitulado de Mobile Payment Security, realizado pela associação global de cibersegurança ISACA (Information Systems Audit and Control Association), apontou que 87% dos especialistas entrevistados, acreditam que o número de violações de dados em pagamentos via mobile deve crescer nos próximos 12 meses.

Imagem 1 de 205 de dez de 2015
Revisão garante aumento na violação de dados em pagamentos via celular
Revisão garante aumento na violação de dados em pagamentos via celular

Crescimento no pagamento por Mobile

Além do provável crescimento de violações, a pesquisa da ISACA apontou que o pagamento via mobile é o 4° mais utilizado, sendo a preferência para 5% dos técnicos e precedido por métodos mais tradicionais, como dinheiro (9%), cartão de débito (24%) e cartão de crédito (59%).

Apesar de apenas 9% dos entrevistados usarem dinheiro em transações comerciais, 89% deles concordam que esse é o método mais seguro, seguido pelo cartão de crédito (47%), money order (46%), cartão de débito (42%), cheque (37%) e, finalmente, pagamento mobile (23%), sendo que 47% dos profissionais não consideram esse método seguro.

Imagem 2 de 205 de dez de 2015
vulnerabilidades em pagamentos via celular
Vulnerabilidades em pagamentos via celular

Mesmo com uma grande desconfiança a seu respeito, o pagamento via mobile foi usado por 42% dos especialistas em 2015 e é considerado promissor – de acordo com a empresa Future Market Insights, o mercado de pagamento formado atualmente pelo PayPal, Google Wallet, Apple Pay e Venmo, deverá valer mais de 2 trilhões de dólares em 2020.

Maiores vulnerabilidades em pagamentos via celular

O uso de redes públicas de WiFi foi apontado como a principal vulnerabilidade do método mobile, segundo 26% das respostas. Depois temos a perda ou roubo dos aparelhos (21%), ataques de phishing ou shmishing (18%), senhas fracas (13%) e erros do usuário (7%).

Imagem 3 de 205 de dez de 2015
Aumento na violação de dados em pagamentos via celular
Pagamento mobile.

Maneiras de deixar o pagamento mobile mais seguro

As principais soluções apontadas pelos entrevistados para fazer do pagamento mobile algo mais seguro, foram:

  • Identificação por dois fatores;
  • Código de reconhecimento de curto prazo;
  • Uso de aplicativos de segurança próprios para aparelhos móveis;

Para auxiliar na sua proteção, a empresa Bitdefender conta com o melhor antivírus para Android, que tem proteção contra malware e verificação de aplicativos, além de garantir que nenhum APP malicioso permaneça instalado no seu gadget. Essa defesa é oferecida gratuitamente, ocupando pouco espaço na memória e afetando minimamente o consumo da bateria. O antivírus faz todo esse processo sozinho, basta você baixar, ligar e, depois disso, o Bitdefender garante que nada de ruim deve entrar no seu celular.

Portanto, com essa instalação, seus smartphones ou tablets estarão mais seguros para o uso do pagamento e para a navegação em geral.

2 Comentários publicados. Comente também!

Se existem dúvidas sobre o assunto do artigo que acabou de ler, deixe seu comentário para que possamos responder o mais breve possível, assim como qualquer acréscimo de informação, agradecimento, crítica ou ponto de vista sobre o tema.
Gravatar

  1. Parabéns pelo site, informações muito boas!

    0
    1. Sr.YX

      Obrigado Lukcasfera pelo prestígio!

      1